sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Tributo a LEGIÃO URBANA

Janeiro de 1995, a Legião fez seu ultimo show, hoje é dia de viver, reviver, relembrar e curtir. 
É hoje o TRIBUTO A MELHOR BANDA NACIONAL DE TODOS OS TEMPOS. 
A poesia de RENATO RUSSO nos acordes da banda REVOLUÇÃO ACÚSTICA.
O show certo, no lugar certo!
O espaço alternativo mais legal da cidade vai abrigar fãs da Legião e da boa música.
#OMelhorVizinhoDoMundo


Nem precisa pedir meu TOP 3 LEGIÃO

1º ANDREA DORIA

2º MAURÍCIO


3º GIZ

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Dia da Consciência NEGRA - Racismo 2

Num domingo de sol maravilhoso, há bilhares de anos, meu tio LUIZINHO, então muito bom jogador de futebol, me convidou para ir assistir a final do campeonato na AABB de Jequié, lembro de minha mãe me recomendar ir com uma roupa nova pois lá é um "clube de gente rica".
Com 2 golaços de Lunga, meu tio, o jogo acabou de 2x1, memorável e feliz até ali.
Empolgado com o título e com o calor, ele disse para eu ir na piscina me refrescar, clube cheio, piscina cheia e logo apareceu um rapaz para me chamar. Fui convidado a sair da piscina com a justificativa de não ser sócio. Constrangido, saí e fui em direção ao meu Tio, contei a ele o acontecido e em meio a cerveja, resenha e musica alta ele gritou: "Que porra é essa de só pode sócio na piscina? A filha do goleiro, a sobrinha do lateral... Vou embora agora e nunca mais eu jogo nessa porra" 
Não ouviu pedidos de desculpa nem nada, fomos embora e terminamos a comemoração na "prainha" do rio de contas.
EU AMO MUITO A MINHA FAMÍLIA

Eu, Mahal, Nara, Tia Fia e LUIZINHO

Dia da Consciência NEGRA - Racismo 1

MILENA, DONA DILZA E PATRÍCIA
Eu vivia minha vida na segurança de um lar com uma mãe branca amorosa, uma irmã loira super apegada e outra irmã branca que era meu anjo da guarda. Nunca tinha sido tratado de maneira diferente por causa da cor da minha pele, ou seja, nunca tinha percebido a existência do racismo, até a 5ª série no Colégio Polivante.
Estudar numa sala com 2 alunos com o mesmo nome não seria nada fácil.
Minha mãe era chamada no colégio e quando resolvia me visitar, a coordenadora sempre chamava o Rogerio "loiro", depois o Rogerio "Branco", para acerta na última escolha.
Depois de 2 "equívocos" semelhantes, um certo dia, percebi um barulho no corredor e fui lá ver... Era minha mãe, Dona Dilza, simplesmente se retando com a coordenadora. 
"Sou mãe desse negro sim, ele é muito mais inteligente que os outros dois Rogerios, mais carinhoso e mais amoroso, se a senhora conhecesse ele, iria ver que quando venho aqui é para me orgulhar do meu filho enquanto aluno e não para te ensinar que uma mulher branca pode ter um filho negro"
EU AMO MINHA FAMÍLIA DO JEITINHO QUE ELA É!

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Tributo a LEGIÃO URBANA

Janeiro de 1995, a Legião fez seu ultimo show, hoje é dia de viver, reviver, relembrar e curtir.  É hoje o TRIBUTO A MELHOR BANDA NACIO...